quarta-feira, fevereiro 09, 2011

O tempo sempre tem algo a dizer...




Mesmo estando tão longe, o  seu sorriso sincero ficou guardado em minha memória, seu olhar penetrante, o seu abraço apertado, como se estivesse sempre me protegendo de alguma coisa.
Nossas risadas espontanêas, que eram tão contagiantes.  Tinhamos uma sintonia incrivel, entendiamos só num olhar. Quem nos via, logo sentia .
E as  birras da sua mãe, ela sempre dizendo que queria te proteger, porque te amava e tals e você sempre imparcial, mas nunca desistira. Era tão bonito ver sua coragem nessas horas, sendo forte e determinado naquilo que queria. Passar os finais de semana contigo, era como me desconectar do mundo e ir pra outro planeta, como se existisse somete nós dois, e a unica razão de tudo isso era estarmos feliz.
Não sei aonde nos perdemos, não sei aonde deixei você partir, entre tantas idas e vindas, nunca imaginei o ver partir de verdade, mas sinto que as portas  ficaram abertas, talvez porque  não tivemos a coragem de fecha-las definitivamente, por isso há uma  sensação de que ainda te tenho aqui. Quem sabe um dia nos encontraremos de novo em algum lugar nessa vida,  apesar de vê-lo agora e não acreditar que tudo isso aconteceu de verdade , e passou como se eu tivesse acordado de um sonho,  as lembranças são tão reais, não há como negar. Quandos os caminhos se perdem,  a vontade é de encontra-los e alinha-los novamente, e então  fica a pergunta: Será que há um tanto de mim em ti como ainda há em mim? Dificil dizer, mas nada melhor que deixar o tempo dizer por nós... 

Brunett´S
Postar um comentário