domingo, maio 29, 2011

E é assim que me sinto!



No quarto dela tinha um mundo: suas fotos, suas roupas, desenhos, gostos, sonhos, tudo alí escancarado pra qualquer um ver, tudo que tinha, poucos metros quadrados respondiam um milhão e meio de perguntas. Abriu a porta, jogou a bolsa no canto, livrou-se dos sapatos, deitou na cama, sorriu, era a vida dela, feliz, linda, não doía, a consciência limpa e o coração batendo.  (Desconheço a autoria)

 
Eu venho resistindo a toda e qualquer negatividade.
A vida nem sempre é um mar de rosas, mas a gente pode viver
mais momentos feliz do que triste. Eu tô vivendo, tô sorrindo, tô feliz!!!
Postar um comentário