quarta-feira, setembro 21, 2016

Eu, ela e ele - Todo fim é um novo começo...

-Oi amiga, vim assim que você me ligou, tem alguma novidade do Edu, ele te ligou?
-Na verdade não, encontrei a irmã dele por acaso ontem no shopping, e descobri que ele está com ela assumidamente pra toda a família, e que ela acha que ele não gosta dela, mas ela vive lá na casa deles.
-Como assim, a irmã do Edu não sabia de vocês dois não?
-Ahh saber, saber não. Ela desconfia que a gente tem um trelele, até porque todos na casa dele sabe que ele namora com essa menina., e tem é muito tempo que eles estão juntos, mais de seis meses.
-Poxa, Dani. Como você nunca desconfiou de nada?
-Então, isso que eu me pergunto, o Edu sempre foi muito carinhoso comigo, desde os tempo do colégio, só que naquela época eu não queria nada com ele, achava ele mó chato, porem a gente sempre foi assim, muito próximos, até que um dia eu resolvi ceder e nos envolvemos, mas nunca imaginei que ele pudesse ter outra.
-E agora o que você vai fazer?
-Já fiz amiga, estava decidida, então combinei com ele da gente se encontrar naquela lanchonete lá no clube, aquela que abriu agora, que toca só samba rock. E conversei bem sério com ele.
-Nossa, pela sua carinha, parece que vocês se entenderam.
-Sim... Quer dizer, de uma certa forma sim. Conversamos durante muito tempo, ele falou que gosta muito de mim, desde a época do colégio, e que eu serei especial sempre na vida dele, mas...
-Ai, não vai dizer que...
-Então eu disse pra ele que ele também é muito especial pra mim.
Mas que agora só queria a amizade dele.
-Dani, jura que você fez isso? você é louca por ele, como assim, vai abrir mão mesmo?
-Ahh não é questão de abrir mão não... Eu pensei a respeito, e talvez seja melhor assim.
Ele gosta de mim, mas também gosta dela, tanto que eles vivem terminando e voltando, tanto que foi no meio desse vai e volta que a gente ficou junto... porem eu percebi o quanto ele gosta dela.
E não quero ele só pela metade, quero por completo.
-Tá mais que certa!  Se isso é o melhor pra ti, eu apoio, mas tem uma coisa que não tô conseguindo entender.
-O que?
-Você tá com um sorriso de esperança, com um olhar iluminado, o que é heim?
-Ai que vem a melhor parte...
Antes do Edu ir embora, a gente se beijou pela ultima vez.
E ele prometeu que nunca esqueceria de mim e nem se afastaria...
-Oi? e desde de quando isso vai ser bom pra você? você vai se machucar ainda mais, será que não percebe?
-Eita... você e sua mania de me interromper com milhões de frases, deixa eu terminar.
Então, quando ele foi embora, eu continuei sentada na mesa, e antes que percebesse, comecei a chorar, chorei muito amiga, não queria, não ali, mas chorei. E depois de uns cinco minutos chorando muito ,abri os olhos, sequei as lágrimas... e vi um par de olhos azuis me decorando, fiquei toda sem graça.
-Uiiii e quem era? conta, conta!!
-Ah, era o dono do clube, ele viu toda a cena do Edu,
e depois me viu chorando, e foi lá me dá um apoio.
Ain Dani, lindo demais, fofo, e foi o maior cavalheiro, nós dançamos, conversamos, rimos até tantas.
Mentira? Nooossa, por essa eu não esperava.
-E nem eu, e não dizem que todo fim é um novo começo!
Postar um comentário